Em uma dessas idas ao banheiro, cheguei a uma conclusão e, ao compartilhar com minha amiga de “casa” Sarah, renderam algumas linhas…

Minha inteligência está ligada a pouca vontade que tenho em fazer cocô. Veja bem, só faço xixi e este tempo que me encontro com a privada é bem breve, não dá nem mesmo para ler o título da matéria de capa daquela revista, que se encontra na caixa, a minha frente. Se tivesse o intestino mais solto, passaria mais horas no banheiro, ou seja, olharia mais para a revista e poderia passar apenas do título, para a matéria toda. Quer dizer, não que todas as idas ao banheiro por conta de um cocô sejam demoradas. mas, elas podem servir de um grande convite para o mundo literário. Minha amiga faz um cocô bem rapidinho, nem por isso deixa de ler. Sempre termina a matéria ou o texto que havia iniciado naquele íntimo momento em seu quarto. Hoje, enfim, consegui sair da capa ‘terapia funciona?’ e pulei para a pagina 83. Terapia, ainda não fiz, mas essa do banheiro parece que vai valer a pena ; )

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: